terça-feira, 3 de junho de 2008

Semeadura - Vitor Ramil E Fogaça

Temos que seguir, companheiros
Medo não há.
Pelo caminho certo, unidos para crescer e andar
Vamos repartir, companheiros
sem exclusão
O pão, a vida, o abraço, o peito
Feito para amar

Americana Pátria Morena
Quero ter viola e canto livre em seu amanhecer
E nos Pampas meu poncho a voar
Esteira de vento e luar
Vento e Luar

E vamos semear, companheiros
Com a verdade
manhãs, frutos e sonhos
E um dia acabar com esta escuridão
Vamos preparar, companheiros
Sem ilusão
Um novo tempo de paz e abundância no coração

Americana Pátria Morena
Quero ter viola e canto livre em seu amanhecer
E nos Pampas meu poncho a voar
Esteira de vento e luar
Vento e Luar

Minha viola, companheiros, fala o idioma
dos cárceres, do medo, do fogo e do sal
Minha viola, companheiros, leva o demônio
da ternura e da tempestade
É como um cavalo que rasga o ventre da noite
Beija o relâmpago e desafia os senhores
Da vida e da morte
Minha viola é minha terra, companheiros
é o arado que semeia na escuridão
Minha viola é o meu povo, companheiros!

Americana Pátria Morena
Quero ter viola e canto livre em seu amanhecer
E nos Pampas meu poncho a voar
Esteira de vento e luar
Vento e Luar...



"Onde você encontrar as marcas da tragédia, cubra-as com a solidariedade."
Walter Grando

Um comentário:

Nôemia & Talita disse...

É isso ai companheiros de caminhada, medo não há. Coragem para seguirmos nessa longa jornada por um mundo mais justo e compreensivo.

Muito Ruah (sopro divino) pra todos. E que esse Ruah nos impulsione.